Novas pesquisas, os mesmos resultados.

12/11/2009


 Novas pesquisas, os mesmos resultados. Nestes dias, quando se promovem as ridículas comemorações do triunfo do capitalismo em 1989 (em um momento de evidente fracasso do mesmo), vieram à luz, memórias, testemunhos e pesquisas que mostram que a opinião geral sobre a queda do muro é bem divergente da que é apresentada na mídia.

Em primeiro lugar porque, apesar da queda do muro de Berlim, o verdadeiro muro, que divide a sociedade entre proprietários e assalariados, continua a crescer e a aprofundizar as desigualdades (para não mencionar outras paredes físicas construídas pelos capitalistas que tanto criticaram o que caiu em 89, como o muro na Palestina, o Sahara, na E.U. da fronteira com o México, os muros nas favelas no Rio, ou muitos outros que mantêm os pobres e os "indesejáveis" do lado de fora). 

Mas, em segundo lugar, porque, como publicado em outros países, uma pesquisa mostrou que a maioria dos romenos considera que  suas vidas durante o período comunista foi consideravelmente melhor do que as atuais realizações do capitalismo. 

As pesquisas do jornal Jurnalul confirma que os romenos não acreditam no mercado livre, que foi implantado violentamente na Europa Oriental há 20 anos e que converteu seus habitantes em fonte de trabalho barato e os despojou do acesso à riqueza. Agora, o livre mercado os levou a um nível bastante generalizado de pobreza (é verdade que as minorias privilegiadas vivem muito melhor do que antes). 

O estudo conclui que os romenos são nostálgicos do comunismo. Da mesma forma, os romenos acreditam que o Estado deve intervir na economia, na garantia de um emprego e de um padrão de vida decente. Os baixos salários de 20 anos atrás, mas seguros, são preferidos aos de agora. Isto é, eles anseiam a volta do tempo em que os direitos sociais eram garantidos pelo Estado. 

O novo inquérito de investigação sociológica apresenta os seguintes resultados: 

* O comunismo foi uma boa idéia: 

42% Concordo Totalmente 
22% Concordo
15% Nem concordo nem discordo
8%  Discordo  ligeiramente
6% Discordo totalmente
7% Não sei, nenhuma resposta 

* Você acha que ele deve deixar as coisas a resolver que a economia de mercado na economia ou o estado deve ser envolvido? 

24% acreditam que a liberdade deve ser deixada para a economia de mercado
69% O Estado deve intervir e regular a economia 
7% Não sei, nenhuma resposta