As eleições em Honduras tiveram abstenção de 65%

30/11/2009


O presidente constitucional de Honduras, Manuel Zelaya, disse nesse domingo que o processo eleitoral ilegítimo e controvertido para eleger o próximo presidente teve abstenção de 65%.

"Os insurgentes estão dizendo que a abstenção chegou a 30%, quando na verdade foi de 65%. Temos 1400 assembleias e 5.000 entrevistados e possuímos os registros, o número de votantes e dos eleitores, ou seja, nós temos dados suficientes para demonstrar que a ditadura fraudou a eleição", disse ele.