Sistema Único de Compensação Regional

15/10/2009


Os países membros da Aliança Bolivariana para as Américas (ALBA), prevê a implementação de sua moeda comum, denominada "SUCRE", para seu comércio exterior a partir de 2010.

Huáscar Ajata explicou que o sucre é uma tentativa "para as nações da ALBA usarem seus próprios meios de pagamento para as exportações e as importações, independentemente do dólar ou o euro".

Ele disse que o objetivo final é que o sucre "seja uma moeda comum nos países do bloco e não como meio de pagamento para operações de comércio exterior, como aconteceu com o euro na União Europeia". A apresentação deste sistema de pagamento estará a cargo do Equador.

Os ministros discutem ainda os fundamentos econômicos para o Tratado de Comércio dos Povos (TCP), um acordo comercial, político e social, em oposição à proposta de Livre Comércio (TLCs), o que, naturalmente renderá crítica dos norteamericanos e da mídia conservadora.

O bloco é composto ALBA Equador, Venezuela, Cuba, Bolívia, Nicarágua, Honduras, Dominica, São Vicente e Granadinas e Antígua e Barbuda.